Saberes Tradicionais e Biomedicina: reflexões a partir da experiência dos Xukuru do Ororubá, PE

Maria Jaidene Pires, Rita de Cássia Maria Neves, Vânia Fialho

Resumo


Esse trabalho objetiva compreender como as práticas de saúde tradicionais e biomédicas são vivenciadas em diálogo ou em confronto com as Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI), que atuam em povos com contato prolongado, como é o caso dos índios Xukuru do Ororubá, que habitam o Nordeste do Brasil. A pesquisa foi realizada com base na participação dos pesquisadores em reuniões com o Conselho de Saúde Indígena, em visitas aos polos base Xukuru do Ororubá e em entrevistas com os sujeitos envolvidos. A “atenção
diferenciada” como proposta na legislação específica, efetivada através do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena, foi discutida a partir da noção de práticas de autoatenção, por esta considerar os aspectos sociais, culturais e econômicos envolvidos. O artigo, por fim, enfatiza
a importância da educação intercultural para enfrentar os problemas no campo da saúde e das políticas de saúde indígena.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista ANTHROPOLÓGICAS
AV. Prof. Moraes Rêgo, 1.235. 13° andar
Cidade Universitária
50.670-901 - Recife - PE - Brasil
Tel.: (55) (81) 2126-8286 | Fax: (55) (81) 2121-8282
E-mail: anthropologicasufpe.br